A mulher de 30 anos não era nascida no 25 de Abril de 74; não ouviu radionovelas e não vibrou com o Festival da Canção. A mulher de 30 anos tropeçou em dois séculos e está aqui! Também opina, ainda não é anciã e agora é mãe

.posts recentes

. Bom dia

. Autoretrato #1

. Adeus fim de semana

. Adeus domingo #2

. Finalmente, toda uma cole...

.Instagram

Instagram

.mais sobre mim

.Posts mais comentados

21 comentários
16 comentários
14 comentários

.Setembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
16
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

.favorito

. O que é a amizade depois ...

. Nasceu o meu filho

. Da epifania televisiva de...

. Hoje constatei que é dia ...

. Leva-me pró contenente!!!

. Discurso directo I e II (...

. Os dias em que todos nós ...

. voltei, voltei...

. L`air du temps

.links

.subscrever feeds

.arquivos

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.últ. comentários

Boa noite,Como a entendo.Uma coisa é fazer o "que ...
É tão giro encontrarmos desenhos antigos, retratam...
Compreendo perfeitamente! É tão difícil deixá-los ...
Terça-feira, 3 de Junho de 2008

Delírios provocados pelo excesso de calor do dia de hoje

"Ando que nem posso", como dizem as mulheres de sessenta anos e não só.

 

Chega esta altura do ano e cheira-me a Primavera. Eu sei que é difícil, pois com tanta chuva, às vezes, também me cheira a terra molhada, principalmente quando passo por algum descampado (que isto com tanto cimento até confunde a memória olfactiva) e parece que é Outono, outra vez. Uma pessoa fica confusa, constipada, obstipada, branca da constipação, veste mais roupa do que é habitual e farta-se de tanta roupa de uma meia estação que não desencalha.

 

Ó clima amigo, anda lá com isso, dá um jeitinho ao anticiclone do Açores que anda confundido e coloca-o no sítio certo só para ver se consigo experimentar o desgraçado biquini por estrear!

 

E hoje até esteve sol. E eu andava com um duas camisas. E não tirei a segunda, pois a primeira deixava antever o meu tímido umbigo e uma pessoa está a trabalhar e não se sente profissional de top, pelo menos eu não. E foi assim que perdi cerca de 200 calorias sem me mexer.

 

 

A meio da tarde e fartinha de beber água... começou-me a cheirar a férias... Mas não eram as minhas.

 

E pronto daqui para a frente é só happenings ritualizados aos quais sou muito apegada e que fazem a contagem final até eu me por a andar daqui... para bem longe.

 

Pena é que o "bem longe" hoje em dia seja muito relativo. Eu, que até sou uma pessoa economicamente ginasticada e que consigo fazer milagres com pouco, ando a ver as férias a descambar de cavalo até ao pónei (mais pequeno que o burro, entenda-se). Com tantos aumentos qualquer dia nem os nossos périplos automobilísticos ou motoqueiros por este continente adentro conseguimos fazer e ficamos por Espanha onde os combustíveis são baratos e os parques de campismo limpinhos. Uma tristeza!

 

Triste também é esta condição de habitarmos quase dentro do Oceano e só fazermos fronteira com um país. Sorte aqueles europeus que fazem fronteira com três ou quatro países e que chegam de viatura própria ao "estrangeiro" que quiserem e não só a Espanha. O que a minha pessoa pena para sair de Espanha e entrar no "estrangeiro"... Pois existem as low costs, é verdade. E por isso é que, a partir de hoje, está aberta a nossa época doméstica de experimentar simulações de destinos!

 

E o meu happening de abertura da época estival começa já com a Feira do Livro! Podia ser um festival de verão, podia ser um cocktail, podia ser outra coisa qualquer, mas para mim, verão que se avizinha verão decente, tem de se iniciar com a feirinha!

 

 

 

sinto-me: ainda com calor
publicado por amulherdetrintaanos às 23:58
link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres