A mulher de 30 anos não era nascida no 25 de Abril de 74; não ouviu radionovelas e não vibrou com o Festival da Canção. A mulher de 30 anos tropeçou em dois séculos e está aqui! Também opina, ainda não é anciã e agora é mãe

.posts recentes

. Inépcia doméstica e os se...

. E ainda dizem que as comp...

.Instagram

Instagram

.mais sobre mim

.Pinterest

Visite o perfil de Ana no Pinterest.

.Posts mais comentados

.Setembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
16
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

.favorito

. O que é a amizade depois ...

. Nasceu o meu filho

. Da epifania televisiva de...

. Hoje constatei que é dia ...

. Leva-me pró contenente!!!

. Discurso directo I e II (...

. Os dias em que todos nós ...

. voltei, voltei...

. L`air du temps

.links

.subscrever feeds

.arquivos

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.últ. comentários

Boa noite,Como a entendo.Uma coisa é fazer o "que ...
É tão giro encontrarmos desenhos antigos, retratam...
Compreendo perfeitamente! É tão difícil deixá-los ...
Sexta-feira, 1 de Março de 2013

Inépcia doméstica e os seus efeitos



Era comprida e larga, tinha missanguinhas da mesma cor e uma gola generosa, agora não serve nem a uma pessoa de 80cm. Foi a lavagem a quente que a matou.
publicado por amulherdetrintaanos às 10:52
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sexta-feira, 19 de Setembro de 2008

E ainda dizem que as compras são um anti-depressivo


Também seriam, é verdade. Mas estou numa fase economicamente comedida, por isso arranjei alternativa.

Quando estou assoberbada de trabalho, costumo acordar misteriosamente a meio da noite a pensar nos e-mails de trabalho enviados, mais aqueles que deverei enviar, depois o meu pensamento entorpecido passa para um relatório que de tão atrasado já me cheira mal e depois ainda e, sem nunca abrir os olhos, revejo uma série de contactos que terei de fazer para o dia seguinte. Reviro-me e salto, de um para o outro lado, na cama; às vezes chego a dar um ligeiro ar de malabarista-ginasta e consigo acertar com um cotovelo no meu bed mait e, com a sensação de estar cheia de sono demoro longos minutos para voltar a adormecer.

Isto passa-se de noite. De dia também sou muito activa. Tão activa, mas tão activa que as minhas colegas consensualizaram que é assim que eu consigo não engordar (!) e não há ninguém que as demova de tal.

Depois chego a casa e que faço? Na maior parte das vezes, leio. E para minha alegria até ando a ler muito. Cada semana, cada livro desde o início do verão com breve paragem pelas férias. E ainda consigo melhor: são livros bem escritos que para mim não há cá nada do género dessa desgraceira que é o Português Suave e afins (e sim, posso dizer que é um livro desgraçado e mal escrito, pois emprestaram-me e eu até lhe dediquei hora e meia de leitura e jurei para nunca mais, tamanha a tacanhez do uso que ali se faz da língua portuguesa a acrescer a ausência de alguma inovação numa estrutura narrativa tão gasta, tão gasta que até os livros daquelas edições de bolso de romances cor de rosa conseguem fazer melhor).

Mas quando chego a casa, cansada e com uma dor de cabeça de tanta preocupação laboral, o que é que me dá mesmo para fazer?

Aqui vai e por ordem:
Aspirar a sala + o hall+ a cozinha com seguimento imediato de uma lavagem vigorosa de esfregona por todo o chão + uma barrela de tapetes destes sítios.

E depois deveria estar cansada. Mas não. Estava a acabar de pôr os magros tapetes na máquina (magros porque isto dá-me assim quase mensalmente e de tão lavadinhos já perderam o pelito, eu sei) e sou assolada pela ideia de ir fazer... raviolis!

O homem de trinta anos ousou perguntar, carinhosamente-diga-se, no permeio desta actividade toda "não ?tás cansada? Eu faço o jantar." Claro que não! Era a minha vez e estas organizações domésticas são para ser cumpridas que assim é que deve ser e apetecia-me fazer massa fresca e portanto que sim, que ia fazer tudo de raiz, que era muito mais saudável, sem conservantes, sem aditivos, tudo cozinhado em casa como antigamente se fazia, que saberia melhor e esses argumentos que desencanto, nem eu sei de onde. E ele lá foi à vidinha dele, pois reconheço que quando estou assim também não me apetecia fazer companhia nem a mim própria.

E lá fiquei eu, nas três horas seguintes a fazer massa, a amassar a massa (passo a redundância), a bater na massa, a envolver a massa em plástico para ela levedar, a encher de nódoas o meu petit livro de cozinha, a lavar a loiça que ia sujando, a fazer a bolonhesa ao mesmo tempo, a recortar a massa, a fazer cartuchinhos que, no fim, pareciam rissóis gigantes...

Começámos a jantar para aí às dez e meia. Não ficou nada de especial! Mas fez bem para divagar enquanto esmurrava a dita (só para não usar "massa" outra vez) e uma consulta no psicólogo seria decerto mais cara e não encheria duas barrigas.

Imbuída deste espírito e como a semana foi para esquecer já convidei uns amigos para virem cá jantar hoje. Se isto continua assim tenho mesmo de ir às compras.
sinto-me:
publicado por amulherdetrintaanos às 19:54
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

.Pinterest

Visite o perfil de Ana no Pinterest.