A mulher de 30 anos não era nascida no 25 de Abril de 74; não ouviu radionovelas e não vibrou com o Festival da Canção. A mulher de 30 anos tropeçou em dois séculos e está aqui! Também opina, ainda não é anciã e agora é mãe

.posts recentes

. Bom dia

. Autoretrato #1

. Adeus fim de semana

. Adeus domingo #2

. Finalmente, toda uma cole...

.Instagram

Instagram

.mais sobre mim

.Pinterest

Visite o perfil de Ana no Pinterest.

.Posts mais comentados

21 comentários
16 comentários
14 comentários

.Setembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
16
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

.favorito

. O que é a amizade depois ...

. Nasceu o meu filho

. Da epifania televisiva de...

. Hoje constatei que é dia ...

. Leva-me pró contenente!!!

. Discurso directo I e II (...

. Os dias em que todos nós ...

. voltei, voltei...

. L`air du temps

.links

.subscrever feeds

.arquivos

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.últ. comentários

Boa noite,Como a entendo.Uma coisa é fazer o "que ...
É tão giro encontrarmos desenhos antigos, retratam...
Compreendo perfeitamente! É tão difícil deixá-los ...
Quinta-feira, 24 de Outubro de 2013

Crise e conjugalidade

A crise económica não é responsável pelos divórcios, as pessoas envolvidas é que são. Eu cá não acredito nada que na "casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão". Quando se ralha há sempre uma razão qualquer e pode haver abundância de pão e ser essa a causa da discussão.

Agora que o pessoal à minha volta se tenha começado a pseudo divorciar (pseudo porque não havia formalização contratual) e desatem os amigos a culpar a crise, eu acho mesmo forçado.

O que a crise faz é um reforço de relações desgastadas. Casais juntos por causa de dinheiro, mau ambiente, tédio e raivinha acumulada. Separação em tempo de crise é uma pobreza desgraçada para um, ou para os dois cônjuges. Actualmente, num casal há sempre um que ganha menos, um que não tem casa própria, um que não tem carro, um que está desempregado e por aí fora. Há sempre um que sai mais fragilizado do que outro e, neste momento, quem se separa pesa muito estas questões, digo eu, pelo que vejo e pelo bom senso também. De modo que se a crise corrói qualquer coisa é a dignidade de uma pessoa sozinha se fazer à vida com oportunidades de subsistência reais e não uma relação. dah!
publicado por amulherdetrintaanos às 16:45
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Mulher a 24 de Outubro de 2013 às 17:13
Da parte do Homem cá de casa, os amigos também se começaram a divorciar!
Divorciar, mesmo...
Em em nenhum caso foi por causa da crise!
Isso é uma desculpa bem esfarrapada!
De amulherdetrintaanos a 25 de Outubro de 2013 às 22:20
No meu caso, eram 2 casais amigos de ambos, já nos conhecemos há 20 anos. Ainda torna tudo mais difícil para nós, amigos e para eles...
De Ocupadíssima a 24 de Outubro de 2013 às 17:21
É verdade. E é muito difícil subsistir sozinha
De amulherdetrintaanos a 25 de Outubro de 2013 às 22:19
É sempre mais difícil, mas penso que, entre dificuldades económicas e paz de espírito, a última é a mais importante a longo prazo:)
De pingodemel a 25 de Outubro de 2013 às 10:47
infelizmente este anos à minha volta aconteceram dois divorcios, digo infelizmente porque acho sempre triste termos de aceitar que uma coisa em que acreditamos falhou ... mas é claro que se não se está bem junto e o divorcio é solução siga... nenhum destes casos foi devido à crise... mas sinceramente acho que alguns casais sofrem mesmo com a crise e são obrigados a mudar de vida ...e só se aguenta enquanto houver amor e compreensão ...e ás vezes essas mudanças e a falta de dinheiro não ajudam...
De amulherdetrintaanos a 25 de Outubro de 2013 às 22:18
Pois, a crise até pode dar o empurrão para uma coisa que já não estava bem...

Comentar post

.Pinterest

Visite o perfil de Ana no Pinterest.