A mulher de 30 anos não era nascida no 25 de Abril de 74; não ouviu radionovelas e não vibrou com o Festival da Canção. A mulher de 30 anos tropeçou em dois séculos e está aqui! Também opina, ainda não é anciã e agora é mãe

.posts recentes

. Bom dia

. Autoretrato #1

. Adeus fim de semana

. Adeus domingo #2

. Finalmente, toda uma cole...

.Instagram

Instagram

.mais sobre mim

.Pinterest

Visite o perfil de Ana no Pinterest.

.Posts mais comentados

21 comentários
16 comentários
14 comentários

.Setembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
16
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

.favorito

. O que é a amizade depois ...

. Nasceu o meu filho

. Da epifania televisiva de...

. Hoje constatei que é dia ...

. Leva-me pró contenente!!!

. Discurso directo I e II (...

. Os dias em que todos nós ...

. voltei, voltei...

. L`air du temps

.links

.subscrever feeds

.arquivos

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.últ. comentários

Boa noite,Como a entendo.Uma coisa é fazer o "que ...
É tão giro encontrarmos desenhos antigos, retratam...
Compreendo perfeitamente! É tão difícil deixá-los ...
Quinta-feira, 8 de Setembro de 2011

livro da semana

Com narrativa nos anos de 1960 nos E.U.A. trata de uma família separada pela ideologia política- avó de elite e filha hippie extremista. Sobra o neto da primeira criado por ela enquanto a mãe anda pela clandestinidade a fabricar bombas até ao dia em que "alegadamente" a progenitora rapta o infante de oito anos e embarcam numa fuga que vai parar à Austrália. O interesse do livro é a sua arrumação alternada entre a história pelos olhos da criança (a quem ninguém conta nada) e à sua intuição que o leva a "uma" interpretação dos acontecimentos e a história pelos olhos do narrador que deixa perceber uma outra intuição, a dos adultos, e de como as escolhas destes são tão ou mais insólitas e ilógicas do que as da criança. Muito bom para nos relembrarmos de como pensávamos quando não tínhamos a experiência de hoje, o vocabulário de hoje, o cérebro formatado de hoje. A empatia com a lógica do miúdo é o mais fascinante de quem lê. Muito bom mesmo.

tags:
publicado por amulherdetrintaanos às 23:13
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Fátima Bento a 23 de Setembro de 2011 às 16:32
Olha, mais um para eu comprar! O que vale é que agora tenho bué tempo para pôr a leitura em dia...

PARABÉNS PELO DESTAQUE!!!!!!!!!!!!!

De amulherdetrintaanos a 26 de Setembro de 2011 às 18:26
Depois diz o q achaste

Comentar post

.Pinterest

Visite o perfil de Ana no Pinterest.