A mulher de 30 anos não era nascida no 25 de Abril de 74; não ouviu radionovelas e não vibrou com o Festival da Canção. A mulher de 30 anos tropeçou em dois séculos e está aqui! Também opina, ainda não é anciã e agora é mãe

.posts recentes

. Bom dia

. Autoretrato #1

. Adeus fim de semana

. Adeus domingo #2

. Finalmente, toda uma cole...

.Instagram

Instagram

.mais sobre mim

.Pinterest

Visite o perfil de Ana no Pinterest.

.Posts mais comentados

21 comentários
16 comentários
14 comentários

.Setembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
16
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

.favorito

. O que é a amizade depois ...

. Nasceu o meu filho

. Da epifania televisiva de...

. Hoje constatei que é dia ...

. Leva-me pró contenente!!!

. Discurso directo I e II (...

. Os dias em que todos nós ...

. voltei, voltei...

. L`air du temps

.links

.subscrever feeds

.arquivos

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.últ. comentários

Boa noite,Como a entendo.Uma coisa é fazer o "que ...
É tão giro encontrarmos desenhos antigos, retratam...
Compreendo perfeitamente! É tão difícil deixá-los ...
Quinta-feira, 14 de Janeiro de 2010

Em preito a todas as Marias por detrás das “três Marias”, com excepção das virgens associadas que escrevem crónicas no Correio da Manhã e das que lêem a revista Maria

 Eu, no balcão de atendimento da empresa que me fornece frequência de canais, na televisão, e internet, no computador, para tratar de assuntos chatooos:

"Olhe, venho aqui porque me ofereceram um televisor muito jeitoso e colocámo-lo numa parte da casa a que o cabo da vossa empresa não chega e queria saber como é que eu posso ter boa imagem sem esburacar um corredor, uma despensa e uma cozinha? Tome lá o meu nº de cliente."
 
Rapaz novo com ar de DJ (e um brilho de poder nos olhos):
"Bem! Você está a pagar muito! Mas muito mesmo! E... bláblá blábláblá [5 minutos de intensa actividade de propaganda] e blá, blá e fica com duas boxes, um telefone, um modem e paga menos 11 euros! E para além dos 114 canais, pode escolher dois canais codificados durante mais 6 meses."
 
Eu (a achar um disparate tanta fartura de canal, dos quais só devo zappingar por 8 ou 9):
"Ah, posso... e quais são?"
 
Rapaz (com ar maroto e a fazer suspense):
"Então, tem a dupla “Caça e Pesca” + outra-coisa-chata-que-não-me-lembro; a dupla “Disney Channel + “outro qq canal infantil” e a dupla “Sexy Hot” + "Playboy!"
  
E o Rapaz novo com ar de DJ (a cometer a sua primeira, e fatal, dedução sexista de 2010) diz-me isto:
"As senhoras geralmente escolhem o Disney…"
 
Eu (indignada com a hipocrisia castradora das clientes e agarrando a provocação provinciana do DJ):
"Ah é!!!? Mas eu não! Eu quero a dupla Sexy Hot mais Playboy que é deveras mais interessante!!! Não caço, nem pesco…"
 
E foi assim que em 2010 esta mulher de trinta anos reiterou publicamente a sua liberdade sexual, ao escolher abertamente (e alto demais, acho eu) dois canais de gajo, um deveras porcalhão, no balcão mais movimentado do centro comercial. Saí com ar de dever cumprido e juro que dei com o chapéu de chuva nas pernas do cliente homem do lado que, entretanto, me olhava sugestivamente!
 
[Entretanto, aqui entre nós, o sexy hot é mesmo chunga, não é? Os rapazes parecem sofrer de raquitismo e as pequenas estão cheias de nódoas negras, é que dá assim um arzinho encardido...]
publicado por amulherdetrintaanos às 21:56
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Maldonado a 14 de Janeiro de 2010 às 23:11
1. Não há canais de gajo, pois cada vez mais as mulheres vão assumindo que também gostam de ver pornografia e erotismo.

2. Fizeste bem em dar o teu grito do Ipiranga: sexo ou morte!
Quem disse que uma mulher sexy, inteligente e culta como tu não deve ver canais de conteúdo sexualmente explícito? Francamente estamos no séc. XXI e não na Idade Média!
No tal balcão foste arrojada como a Clara Pinto Correia... ;)

3. O Playboy TV é softcore, tanto que o sexo por vezes é geralmente simulado. Quando é explícito, normalmente não expõe certas fantasias, nomeadamente faciais, anal, dupla penetração, etc.
O Sexy Hot é hardcore, i.e., sexo puro e duro, sem quaisquer limites. Não é nada demais nem nada que não façamos na nossa vida sexual, embora não o admitamos publicamente... Penso eu de que!

Perguntas tu como é que eu sei estas coisas. Eu respondo-te: cultura geral... ;)
De amulherdetrintaanos a 15 de Janeiro de 2010 às 22:42
Maldonado, em relação ao ponto 1 percebo, mas, na prática, os "canais de gajo" existem ainda. Só deixarão de existir quando se tornar igualmente banal, socialmente, ambos os géneros assumirem a escolha. Se as senhoras, pelo menos ao balcão escolhem o Disney, não acredito que seja por todas cultivarem a criança dentro de si ou terem filhos. O olhar surpreendido do balconista e o sugestivo do cliente do lado é que me fizeram escrever o post. Cada vez mais mulheres escolhem o primeiro, é verdade; mas a percentagem maior, acredito, reprime-se com o social peso censor, na hora da decisão. Com a comparação com a CPC intuo uma interrogação à minha posição sobre a exposição... ou não... mas depois de tanta altercação blogosferiana até escrevi um post:)
De Maldonado a 16 de Janeiro de 2010 às 00:45
1. Por acaso não era nenhuma interrogação, mas tão-somente uma simples comparação, sem nada de capcioso...

2. De facto não deixas de ter uma certa razão. :)
Acredito que a maioria das mulheres escolhe o Disney, atendendo às palavras do tal vendedor, porque receia a censura moral do companheiro ou do meio em que está inserida. Aliás, ainda há muito boa gente por aí que pensa que a masturbação é um privilégio masculino... ;)

Comentar post

.Pinterest

Visite o perfil de Ana no Pinterest.