A mulher de 30 anos não era nascida no 25 de Abril de 74; não ouviu radionovelas e não vibrou com o Festival da Canção. A mulher de 30 anos tropeçou em dois séculos e está aqui! Também opina, ainda não é anciã e agora é mãe

.posts recentes

. Bom dia

. Autoretrato #1

. Adeus fim de semana

. Adeus domingo #2

. Finalmente, toda uma cole...

.Instagram

Instagram

.mais sobre mim

.Pinterest

Visite o perfil de Ana no Pinterest.

.Posts mais comentados

21 comentários
16 comentários
14 comentários

.Setembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
16
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

.favorito

. O que é a amizade depois ...

. Nasceu o meu filho

. Da epifania televisiva de...

. Hoje constatei que é dia ...

. Leva-me pró contenente!!!

. Discurso directo I e II (...

. Os dias em que todos nós ...

. voltei, voltei...

. L`air du temps

.links

.subscrever feeds

.arquivos

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.últ. comentários

Boa noite,Como a entendo.Uma coisa é fazer o "que ...
É tão giro encontrarmos desenhos antigos, retratam...
Compreendo perfeitamente! É tão difícil deixá-los ...
Domingo, 6 de Dezembro de 2009

Fui à buchholz pela última vez

 

e vim carregadinha de livros. Não consegui deixar de me sentir uma mercenária da mudança. Nem vou dissertar sobre como o capitalismo avassala negócios de vizinhança e formata a sociedade num clone perfeito deslocalizado. Porque é assim. Se a livraria fechou. Fechou. Estava em falência. A culpa não é da abstração do capitalismo, é das pessoas. Preferem um centro comercial? Então, realmente não faz sentido. Era um nicho cultural, a buchholz? Agora já não é. É uma livraria com prateleiras vazias e uma profusão de livros tortos a preços de feira da ladra. Foi um oásis de resistência, uma lufada de livros proibidos à mão de semear, às escondidas? Também a colectividade da minha rua e há trinta e tal anos que deixou de ser, preteriu o trabalho gracioso em prol da democratização da cultura aos copos de macieira emborcados no intervalo da sueca. E depois? Depois, inventem-se novos se os velhos lugares deixaram de fazer sentido. O que faz falta não é a livraria, o que faz falta é a ideia da livraria.

tags:
publicado por amulherdetrintaanos às 15:54
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De O Gato a 7 de Dezembro de 2009 às 22:36
Fabuloso e aonde se pode ir saboriar isso.
Adoro livros.

Bj
De O Gato a 8 de Dezembro de 2009 às 11:06
Gostei da tua descrição dos 30 e nunca somos cotas se não eu estava com os pés para a cova.
Bj
De Zé Luis a 16 de Dezembro de 2009 às 19:27
Obrigado pela dica. Passe por lá e ainda trouxe alguns livros interessantes. Acaba dia 19. Não creio que esteja em falência, pois que a loja deles no Chiado está aberta e sem sinais de ir embora.
Boas Festas

Comentar post

.Pinterest

Visite o perfil de Ana no Pinterest.