A mulher de 30 anos não era nascida no 25 de Abril de 74; não ouviu radionovelas e não vibrou com o Festival da Canção. A mulher de 30 anos tropeçou em dois séculos e está aqui! Também opina, ainda não é anciã e agora é mãe

.posts recentes

. Bom dia

. Autoretrato #1

. Adeus fim de semana

. Adeus domingo #2

. Finalmente, toda uma cole...

.Instagram

Instagram

.mais sobre mim

.Pinterest

Visite o perfil de Ana no Pinterest.

.Posts mais comentados

21 comentários
16 comentários
14 comentários

.Setembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
16
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

.favorito

. O que é a amizade depois ...

. Nasceu o meu filho

. Da epifania televisiva de...

. Hoje constatei que é dia ...

. Leva-me pró contenente!!!

. Discurso directo I e II (...

. Os dias em que todos nós ...

. voltei, voltei...

. L`air du temps

.links

.subscrever feeds

.arquivos

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.últ. comentários

Boa noite,Como a entendo.Uma coisa é fazer o "que ...
É tão giro encontrarmos desenhos antigos, retratam...
Compreendo perfeitamente! É tão difícil deixá-los ...
Terça-feira, 29 de Abril de 2008

Meio gás

é como anda a trintona em termos energéticos. Grandes ou longos fins de semana têm este efeito sobre mim. Vá-se lá a tentar perceber porquê. Fico a pensar nas férias... até me cheirou a parque de campismo aqui ou no estrangêro (pobrezinha, eu sei). Acorda-se desta sensação no domingo e uma pessoa nem teve tempo de largar a agenda... Tudo começou na 6ª feira, grande comemoração da revolução mais trintona do que eu. A reter: entre viver em ditadura ou nesta democracia, está-se melhor na última. Foi o que eu ouvi na TSF a uma pessoa mais velha. E eu acredito sempre muito nos novos séniores. Sempre revigorante comemorar uma queda de regime que fez da minha avó analfabeta e elegeu a minha mãe como madrinha de guerra de um moço que nunca conheceu e sem ter ainda grande espírito crítico desenvolvido, pois só tinha 13 anos e aulas de educação doméstica.

 

Comemorar a revolução é bom e se acompanhada com umas belas baladas revolucionárias ainda melhor. Jantar transgeracional e uma ideia solta, os prequianos fazem-me pensar. Era esta a ideia.

 

Prequiano, para mim, vem de prec (para quem não sabe... período revoluccionário em curso; entre 04/1974 e 1976- data das primeiras eleições sem fraude eleitoral desde há longas décadas). Designo de prequianos aqueles indivíduos deveras politizados, de 50 anos para cima, bastante escolarizados também, mas que toda a postura corporal, os trejeitos, a barba e o vestuário, mais as palavras que já caíram em desuso nos reenviam de novo para 1975. Ou pelo menos eu gosto de pensar assim. Desde a calça de ganga coçada à camisa aos quadrados, levemente desabotoada, e à barba farfalhuda, da bota de pedreiro às referências bibliográficas, da música aos autores evocados parecem que saíram direitinhos do prec para ao pé de mim. E quando se usa "estratificação classista" a meio de uma conversa, tal materializa-se de forma evidente. Agora, esta cristalização de consciência social e democrática é um fenómeno apenas aparente, pois se observarmos bem as coisas é uma arma de mudança e uma oposição política espantosa. Apenas porque conseguiu ser o motor contra a inércia (aburguesada...?) de grande parte dessa geração. As pessoas que se mantiveram fiéis a valores, no fundo, intrinsecamente humanistas e não têm fascínio ou vocação para carreiristas e não se deslumbraram pelo poder em geral souberam chegar até hoje com o mesmo espírito cívico e uma utopia intocáveis. São uns incomodados com o sistema e isso é bom. Faz lutar por mais, faz falar e faz agir. Acomodados ao capitalismo, mais ou menos, continuam inteiros quanto ao princípio da participação e da intervenção cívica na sociedade. E estes são aqueles que não têm plasma, mas têm livros interessantes. A revolução também fez isto: não interrompeu a transmissão de saberes, por muito alternativos que hoje os designem, entre gerações.

 

E agora, bora lá encontrar hoje motivos para celebrar o 1ª de Maio. É fácil, não?

música: O Cabral fugiu para Espanha- Zeca Afonso
publicado por amulherdetrintaanos às 00:00
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De framboesa a 29 de Abril de 2008 às 15:05
Ora bem....apesar de ficar meio desorientada c feriados agrás de feriasdos....hum.....eu gosto...é uma vergonhaça n os festejar a rigor....mas preferi mm passar o 25 de abril de papo para o ar...ao soleil....e o dia do trabalhadosr....hum.....v feriadar....q é cm quem diz.....mais papo pro ar (ja n sei se ao soleil...)


bjokasssss a ansiar pelo peox feriado

ahhh...tem mimo la no meu canto para v exa.
De amulherdetrintaanos a 2 de Maio de 2008 às 20:34
Pelos vistos, também eu fico toda desorientadinha... mas a coisa ainda piora quando tenho de ir trabalhar "numa ponte" (não trabalho numa ponte literalmente...). Tão desorientada que também fico que nem vi os teus fabulosos prémios e assim comecei o meu post de hoje. Contudo, já lhe fiz o devido acrescento e até respondi ao questionário brega. Obrigada, obrigada. Mil bjinhos e bom fim de semana!

Comentar post

.Pinterest

Visite o perfil de Ana no Pinterest.