A mulher de 30 anos não era nascida no 25 de Abril de 74; não ouviu radionovelas e não vibrou com o Festival da Canção. A mulher de 30 anos tropeçou em dois séculos e está aqui! Também opina, ainda não é anciã e agora é mãe

.posts recentes

. Bom dia

. Autoretrato #1

. Adeus fim de semana

. Adeus domingo #2

. Finalmente, toda uma cole...

.Instagram

Instagram

.mais sobre mim

.Pinterest

Visite o perfil de Ana no Pinterest.

.Posts mais comentados

21 comentários
16 comentários
14 comentários

.Setembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
16
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

.favorito

. O que é a amizade depois ...

. Nasceu o meu filho

. Da epifania televisiva de...

. Hoje constatei que é dia ...

. Leva-me pró contenente!!!

. Discurso directo I e II (...

. Os dias em que todos nós ...

. voltei, voltei...

. L`air du temps

.links

.subscrever feeds

.arquivos

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.últ. comentários

Boa noite,Como a entendo.Uma coisa é fazer o "que ...
É tão giro encontrarmos desenhos antigos, retratam...
Compreendo perfeitamente! É tão difícil deixá-los ...
Segunda-feira, 10 de Março de 2008

Estou em estado de choque...

Estas coisas deixam-me banzada.

 

Então não li que o mocinho dos Marginais do Coppola e deste clássico que aqui vos deixo o clip está às portas da morte?! Literalmente. Segundo o Correio da Manhã (humm...) tem 5 semanas de vida. Cinco!

 

Eu nem sei o que fazia se algum médico se virasse para mim com esta notícia. Nem quero pensar nisso.

 

Mas não consigo deixar de pensar. O homem ainda é novo, pá. E tem uma doença terminal e galopante diagnosticada em Janeiro e a coisa é assim tão rápida?!

 

Eu tenho esta mania de negar evidências, ainda para mais quando mete mortalidade ao barulho, mas fiquei incomodada. Incomodada porque "quem está vivo tem de morrer", mas assim... a contar dias no calendário... e o último a aproximar-se... Que crueldade.

 

Até fiquei com vontade de revisitar o período mais kitch da minha vida até ao momento quando, há uns valentes 16 anos atrás, eu tinha gravado em VHS este filme (um nadinha tangoso) mas que me despertava inúmeras fantasias românticas e o visionava com as minhas amigas igualmente deslumbradas... E concerteza não só a mim porque aos 13/14 anos todos nós fomos um pouquito parvos. E pronto, lá fui eu ao you tube relembrar-me desta cena do Dirty Dancing que eu tentei, sem bons resultados, executar com o meu primo mais novo, nessa altura, pois que se fosse hoje mandava-me internar...

 

 

sinto-me: muito pouco imortal
publicado por amulherdetrintaanos às 23:17
link do post | comentar | favorito
|
10 comentários:
De Clara a 11 de Março de 2008 às 10:43
Gostei mesmo muito de conhcer este blog. A forma como escreves, pessoal e ao mesmo tempo tão directa, é excelente. Vou colocar-te nos meus favoritos.

Muitos beijinhos e obrigada pela tua visita.
De amulherdetrintaanos a 13 de Março de 2008 às 22:24
Muito benvinda e obrigada! O elogio é mútuo, tal como te disse! Bjs
De framboesa a 11 de Março de 2008 às 14:58
Hummmm..tens razão é estranho e bizarro á brava e deixa-nos a pensar...
Qt á cena do Dirty dancing....TODA a nossa geração a tentou imitar! (a sério...)


bjokas ainda a pensar nessa noticia e cm afinal temos um prazo de validade tão volátil...
De amulherdetrintaanos a 13 de Março de 2008 às 22:28
Não penses mais nisso... deixa lá! Isto põe uma pessoa a pensar e pronto lá tive de compartilhar... a ver se compenso com um post ultra positivo! Bjs
De Inês a 12 de Março de 2008 às 01:00
Well, de acordo com a TV 7 DIas, página 39, só tem um mês de vida. O que é estranho; qt mais leio sobre o assunto menos meses de vida o senhor tem. Parece que daqui uns tempos as machetes serão "deram-lhe x meses de vida e afinal!"
De amulherdetrintaanos a 13 de Março de 2008 às 22:31
Muito obrigada por teres adicionado (ou é com + um "c" de permeio? a revisão ortográfica está a endoidecer-me...) ao apontamento do Correio da Manhã, essa pérola da erudição que é a TV 7 dias! Nada como uns títulos bem conceituados para me darem credibilidade ao blog... Bjocas
De Tg a 13 de Março de 2008 às 14:05
Acho que foi uma marco na adolescência de todas nós...também a mim me despertou o interesse pela dança...infelizmente tenho dois pés esquerdos e os dois são de chumbo
Também já tinha lido algo sobre a doença dele...é estranho...por vezes sentimos que são dotados de uma certa imortalidade (os melhores) pela notoriedade ou pelos seus trabalhos e na realidade são tão mortais como nós...ficam os sonhos e momentos agradáveis que nos fizeram passar e os seus legados...quase como se a nós fossem chegados...enfim.
Bjo
De amulherdetrintaanos a 13 de Março de 2008 às 22:35
he, he... o meu problema com a dança sempre foi o meu excesso de altura e o desconforto de ter uma imagem mental de desengonçada... e depois acrescem-se a isso acidentes braçais comigo a dançar furiosamente e a partir uns óculos alheios e também eu não tenho futuro nessa área, coisa de que já recuperei há muito. Mas esta cena tão pop, não passa ao lado de nehum/a trinteira/o que se preze... bjs
De sonjita a 13 de Março de 2008 às 16:31
É muito triste uma morte anunciada... quer para a pessoa quer para a familia. Doi muito a impotência de nada se poder fazer a não ser "dar muito amor e carinho" tal como me disseram um dia... eu já passei por isso e não há nada que me assuste mais do que voltar a vivê-lo.... mas faz parte da vida!!!!
BJokas grandes
De amulherdetrintaanos a 13 de Março de 2008 às 22:40
Tens razão, há certas inevitabilidades que fazem mesmo parte da vida; creio que o que me assusta mais seja o carácter tão aleatório das grandes desgraças, como a perda da saúde. Mas isto sou eu a falar e sou um pouquito a atirar para o hiponcondríaco. Numa situação dessas as pessoas devem descobrir também uma força interior qualquer que deve estar escondida para, física e mentalmente, nos ajudar a lidar com isso. Obrigada pelo comentário que, espero, não te dtenha deixado triste e relembrado acontecimentos menos bons. Bjs

Comentar post

.Pinterest

Visite o perfil de Ana no Pinterest.