A mulher de 30 anos não era nascida no 25 de Abril de 74; não ouviu radionovelas e não vibrou com o Festival da Canção. A mulher de 30 anos tropeçou em dois séculos e está aqui! Também opina, ainda não é anciã e agora é mãe

.posts recentes

. Bom dia

. Autoretrato #1

. Adeus fim de semana

. Adeus domingo #2

. Finalmente, toda uma cole...

.Instagram

Instagram

.mais sobre mim

.Pinterest

Visite o perfil de Ana no Pinterest.

.Posts mais comentados

21 comentários
16 comentários
14 comentários

.Setembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
16
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

.favorito

. O que é a amizade depois ...

. Nasceu o meu filho

. Da epifania televisiva de...

. Hoje constatei que é dia ...

. Leva-me pró contenente!!!

. Discurso directo I e II (...

. Os dias em que todos nós ...

. voltei, voltei...

. L`air du temps

.links

.subscrever feeds

.arquivos

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.últ. comentários

Boa noite,Como a entendo.Uma coisa é fazer o "que ...
É tão giro encontrarmos desenhos antigos, retratam...
Compreendo perfeitamente! É tão difícil deixá-los ...
Sábado, 26 de Novembro de 2011

Impossível a analogia

Depois do apuramento deste país para o Europeu de futebol, a categoria de Património Imaterial da Humanidade, se atribuída pela UNESCO, a Portugal via Fado vem mesmo a calhar para desfocar as atenções da embrulhada económica portuguesóeuropeia em que estamos metidos e anesteciar um pouquito mais a todos nós, autoctones.

Levanta-se agora a grande questão: em que rua de Fátima irá aparecer a Virgem nos próximos meses?

publicado por amulherdetrintaanos às 20:23
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sexta-feira, 25 de Novembro de 2011

Onde estava eu nos últimos Novembros?

Em 2006, em Nisa e com amigos muito alentejanos

 

 

 

Em 2007 no Museu da Electricidade

 

Em 2008 num passeio temático pelos sanatórios desactivados da vila do Caramulo... muito "American horror story"...

 

Em 2009 no jardim botânico da Faculdade de Ciências... love it

 

 

Em 2010, a várias mãos, grande avanço na peça do homem de trinta anos...

 

 

publicado por amulherdetrintaanos às 11:29
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Quarta-feira, 23 de Novembro de 2011

Look do dia #1

 

Manta "Espaço Casa", almofada "Gato Preto", livro "Livraria Escriba"na Cova da Piedade ("Foi Assim que aconteceu" de Teresa Font), gato "sem pedigree".

 

Não se consegue visualizar o styling das minhas unhas dos pés e ainda bem, pois é inexistente. Há algum tempo que não as alcanço e aquilo já viu dias melhores.

tags:
publicado por amulherdetrintaanos às 12:39
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sexta-feira, 18 de Novembro de 2011

o meu repouso absoluto

está a deixar-me louca.

 

Nunca nesta minha vida de mais de trinta anos estive tanto tempo parada, tão parada, tão deitada.

 

Não estou programada para tamanha inércia.

 

Dias longos e iguais.

 

A minha mãe e o homem de trinta anos a fazer coisas por mim, para mim. Eu deitada. Eles a correrem de um lado para o outro, tão activos, tão rápidos, tão cansados, aposto.

 

E eu deitada.

 

Dito assim até pode ser o sonho de muita gente. Eu também suspirava por dias de chuva em casa, mantinha nas pernas, muita leitura, filmes em dia. Qual resposta cósmica, toma lá 7 semanas de acamação. Só passou uma.

 

O mundo lá fora, desfocado da minha janela, a bombar e eu aqui a intervalar os programas da histriónica Júlia Pinheiro com os do Goucha e parceira, a qual nunca me tinha apercebido ser tão irritantezinha com um nível de humor abaixo do Fernando Mendes). E aquela apresentadora substituta da Fátima Lopes? A Iva qualquer coisa? Pergunta, responde e faz festinhas aos pseudos entrevistados e, pelo meio, verteuma série de opiniões lacrimosas sobre o mundo e a vida. Pérolas.

 

Também já percebi que a tv cabo repete á noite toda a programação da tarde. Eu sei que os perfis de público mudam com os horários diários e tal, mas e então, os encerrados em casa? Também temos direito á diversificação, pá.

 

E agora, para se perceber o nível a que a monotonia me entrega, a única coisa que ontem retive da tv:

 

Quem está na floresta e tem 14 testículos e um par de mamas?

 

Quem?

 

 

 

A Branca de Neve e os sete amiguinhos!

tags:
publicado por amulherdetrintaanos às 14:01
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Terça-feira, 15 de Novembro de 2011

Não há pachorra

para ouvir tanta grunhice da boca do homem que, sabe-se bem porquê, está desde ó século passado à frente do Governo Regional da Madeira. A última é repetir até ao vómito o início de qualquer frase com "os portugueses do continente...". Isto apela a uma grande diferenciação. Será morfológica? Apelará ao étnico, ou melhor, a uma qualquer caracterização na base da construção da etnicidade? Moral? Do género, somos todos uns debochados socialistas. Estética? Somos mais bonitos aqui com os ventos de África a soprarem para cima? Aposto tudo na ética: aqui no continente, os portugueses são lixados em prole da incompetência político-administrativa de visão económica liberal, comem e calam sacrifícios novos todos dias, andam de baloiço atrás das subidas de iva, de taxas de juro, de irs, de cortes em direitos adquiridos pelo excelente princípio assente na qualidade de vida, na dignidade de viver e aspirar a melhorias geracionais para os seus com base no princípio do trabalho feito-salário pago. Na Madeira, o governo prefere dar gritos do Ipiranga as vezes que lhe convém, insultar os portugueses que não da Madeira, de outras, e no entretanto, dar tiros consecutivos nos pés dos portugueses da Madeira e do Continente, ao mesmo tempo. E é este gajo que gere uma região do território nacional como um país da América do Sul que continua a ganhar eleições e a ter cobertura jornalistica para as baboseiras que diz todos os dias.

tags:
publicado por amulherdetrintaanos às 20:52
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 13 de Novembro de 2011

Repouso absoluto

Queria nascer antes do tempo!

 

Apressada!

 

 

Estes tempos já lá vão. Agora é sofá e cama até ao Natal!

 

Este blog vai andar tão actualizadoooo!

tags:
publicado por amulherdetrintaanos às 19:31
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quinta-feira, 3 de Novembro de 2011

Ao meu lanche só faltava...

O queijo feta.
 
Contudo, nesta fase conjuntural, a um português, pode parecer um pouco antropofágico ingerir coisas gregas. A mim ocorreu-me a sensação.
 
Assim sendo, fico-me com o chá de menta em copo árabe (dão-se lindamente), servido no interior de um aquecido bule japonês made in china e, acompanhando, a marmelada caseira da minha progenitora sob um crocante de seis bolachas de seu Maria (nunca se aborrecem).
 
E dias de férias em Novembro e com chuva? É muitoooo fixe!
 
 
tags:
publicado por amulherdetrintaanos às 17:32
link do post | comentar | favorito
|

.Pinterest

Visite o perfil de Ana no Pinterest.