A mulher de 30 anos não era nascida no 25 de Abril de 74; não ouviu radionovelas e não vibrou com o Festival da Canção. A mulher de 30 anos tropeçou em dois séculos e está aqui! Também opina, ainda não é anciã e agora é mãe

.posts recentes

. Bom dia

. Autoretrato #1

. Adeus fim de semana

. Adeus domingo #2

. Finalmente, toda uma cole...

.Instagram

Instagram

.mais sobre mim

.Pinterest

Visite o perfil de Ana no Pinterest.

.Posts mais comentados

21 comentários
16 comentários
14 comentários

.Setembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
16
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

.favorito

. O que é a amizade depois ...

. Nasceu o meu filho

. Da epifania televisiva de...

. Hoje constatei que é dia ...

. Leva-me pró contenente!!!

. Discurso directo I e II (...

. Os dias em que todos nós ...

. voltei, voltei...

. L`air du temps

.links

.subscrever feeds

.arquivos

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.últ. comentários

Boa noite,Como a entendo.Uma coisa é fazer o "que ...
É tão giro encontrarmos desenhos antigos, retratam...
Compreendo perfeitamente! É tão difícil deixá-los ...
Terça-feira, 29 de Dezembro de 2009

Advertência (post metafórico e filosoficamente básico)

para os amigos preocupados dos comentários anteriores. O Gato é mesmo esbugalhado, tal como a dona. Na foto anterior os olhos brilhavam, mas a causa seria a estrela no topo da árvore. É o seu objectivo de vida: alcançar as coisas mais altas do seu pequeno mundo (é mesmo pequeno, é um 4º andar). De outras vezes, o facto de levar com um flash fá-lo ficar assim. Não acontece com todos?

 

tags:
publicado por amulherdetrintaanos às 20:09
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Obrigada pelo destaque!

 

 

 

 

publicado por amulherdetrintaanos às 00:32
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 27 de Dezembro de 2009

Este post dever-se-ia chamar... a minha casa em imagens, mas não, designa-se "olhá as minhas prendas de Natal"

 

Estou de férias. Alguém me disse que hoje era domingo e, a bem dizer, nem me importava, nem sabia. E isso é muito bom.

 

Sendo assim... o post é escasso de palavras. As palavras estão a descansar. Ficam as imagens que não valendo mil palavras, valem pelo diário da quadra, agora que os últimos dias do penúltimo ano da nova década do novo milénio findam... uf.

 

A minha "arbore", eu e o GatoGaspar

Não mostrar a cara não quer dizer nada. Metade das pessoas que conheço já sabe que tenho um blog. A outra metade ficaria a saber qualquer dia e não me apetece. Também só falta uma boca, um nariz e uns olhos, nada de muito transcendente.

 

O centro de mesa, tão natalício e adequado, da autoria da senhora minha mãe. Olhó pormenor do passarinho!

 

A minha primeira prenda: técnica do falso azulejo à qual a minha mãe se rendeu...

 

As minhas prendinhas, todas juntinhas. Muito acolhedor.

 

Como se vê, muita roupinha que dá sempre jeito. Pantufas, essa maravilha. Um chapéu. Prenda muito feminina.

Livros...

 

Coisinhas para o cabelo e unhas. Muito, muito útil.

 

 

Postais, muitos postais de Natal, recebidos pelos ctt, com selos e palavras escritas à mão...

 

E pregadeiras, a minha recente paixoneta.

 

...caixinhas pintadas à mão e utensílios muito giros para arrumação dos colares que estão espalhados na minha gaveta. o disco da maria armanda, a menina que viu um sapo foi comprado numa feira de antiguidades e oferecido. o meu desapareceu...

 

E last but not least... o meu lcd para substituição do pobre televisor decano que morreu e que jazia na minha cozinha a fazer de telefonia, pois a imagem estava preta!

 

Tão bonitoooo... obrigada...

 

As prendas dos outros. O bonsai do homem de trinta anos. Alguém sabe a espécie? O livro de instruções era omisso na tipologia do bonsai...

 

Agora vou só ali jantar...

 

 

 

tags:
publicado por amulherdetrintaanos às 20:14
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Quarta-feira, 23 de Dezembro de 2009

A tod@s um bom Natal!!!

 

Child1.jpg image by VIEWLINER

 

publicado por amulherdetrintaanos às 17:45
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2009

O que eu gosto mais...

no natal é de descobrir os meus dotes adormecidos de handcrafter. E resulta. Amanhã, fotos fresquinhas da técnica do vinil como eu, aportuguesando a coisa, carinhosamente lhe chamo.

 

 

publicado por amulherdetrintaanos às 19:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 10 de Dezembro de 2009

O derradeiro filme de vampiros

Photobucket

Trailer e tudo

 

tags:
publicado por amulherdetrintaanos às 22:44
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Domingo, 6 de Dezembro de 2009

Fui à buchholz pela última vez

 

e vim carregadinha de livros. Não consegui deixar de me sentir uma mercenária da mudança. Nem vou dissertar sobre como o capitalismo avassala negócios de vizinhança e formata a sociedade num clone perfeito deslocalizado. Porque é assim. Se a livraria fechou. Fechou. Estava em falência. A culpa não é da abstração do capitalismo, é das pessoas. Preferem um centro comercial? Então, realmente não faz sentido. Era um nicho cultural, a buchholz? Agora já não é. É uma livraria com prateleiras vazias e uma profusão de livros tortos a preços de feira da ladra. Foi um oásis de resistência, uma lufada de livros proibidos à mão de semear, às escondidas? Também a colectividade da minha rua e há trinta e tal anos que deixou de ser, preteriu o trabalho gracioso em prol da democratização da cultura aos copos de macieira emborcados no intervalo da sueca. E depois? Depois, inventem-se novos se os velhos lugares deixaram de fazer sentido. O que faz falta não é a livraria, o que faz falta é a ideia da livraria.

tags:
publicado por amulherdetrintaanos às 15:54
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

.Pinterest

Visite o perfil de Ana no Pinterest.