A mulher de 30 anos não era nascida no 25 de Abril de 74; não ouviu radionovelas e não vibrou com o Festival da Canção. A mulher de 30 anos tropeçou em dois séculos e está aqui! Também opina, ainda não é anciã e agora é mãe

.posts recentes

. Bom dia

. Autoretrato #1

. Adeus fim de semana

. Adeus domingo #2

. Finalmente, toda uma cole...

.Instagram

Instagram

.mais sobre mim

.Pinterest

Visite o perfil de Ana no Pinterest.

.Posts mais comentados

21 comentários
16 comentários
14 comentários

.Setembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
16
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

.favorito

. O que é a amizade depois ...

. Nasceu o meu filho

. Da epifania televisiva de...

. Hoje constatei que é dia ...

. Leva-me pró contenente!!!

. Discurso directo I e II (...

. Os dias em que todos nós ...

. voltei, voltei...

. L`air du temps

.links

.subscrever feeds

.arquivos

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.últ. comentários

Boa noite,Como a entendo.Uma coisa é fazer o "que ...
É tão giro encontrarmos desenhos antigos, retratam...
Compreendo perfeitamente! É tão difícil deixá-los ...
Sexta-feira, 25 de Janeiro de 2008

Vou só ali bater com a cabeça na parede

Mas antes explico porquê.

No telejornal. A notícia: uma chamada para o Inem em que ninguém se entendia. Nem todas as corporações de bombeiros têm equipas de emergência nocturna, resta-lhes uma ambulância e um motorista. Quem nos acode em caso de maleita nocturna? Fiquei a perceber que ninguém.

*

Da reportagem de ontem percebemos que tenta-se fazer crer ao português mais desinformado que existe uma relação triangulosa, forçada e desequilibrada entre Serviço Nacional de Saúde+ Inem+ Bombeiros. Eu só espero não cair de umas escadas ou ser acometida de uma intoxicação alimentar fulminante e, mais, torço fortemente os dedos para que não (por favor NÂAAO!!!)... não seja de noite (eu sou nova... ainda...) e ter de recorrer a uma ambulância... de noite.

*

Querem ver que agora são os Bombeiros (voluntários, na sua maioria, só para lembrar) que arcam com as culpas de não existir uma estrutura coerente e organizada para aquilo que pomposamente se chama Instituto Nacional de Emergência Médica?! Têm de arcar com as consequências do encerramento de serviços de urgência, hospitais e maternidades?! E ainda os estigmatizam, tornando quase implícito que a responsabilidade mopral é deles?!

*

Ora o INEM que, como não tem meios, não é nacional (mas nacional para quê? Deixa-os morrer, ofegantes e à espera de uma ambulância, que sempre são menos encargos para o Estado) e o Serviço Nacional de Saúde, que de Serviço e de Nacional só tem o nome, a fechar tudo o que é serviço de atendimento urgente (e sem ser urgente também, pois se não são, depressa lá chegarão e assim são dois coelhos de uma vez) e agora... querem lá ver, a culpa é dos bombeiros! Dos bombeiros, senhores?! Mas estamos a gozar ou quê? Somos todos acéfalos?! B-o-m-b-e-i-r-o-s, bombeiros: apagar fogos e afins, protecção civil, transporte de ambulatório e, excepcionalmente e porque não existe neste país, fazem serviço de urgência. Agora, essa não é a sua vocação e nem a sua função. Se não há serviço de ambulâncias neste país, a culpa não é dos apagadores de fogos, como não é do talhante da minha rua.  

*

Mas quem é que nos garante assistência?! Quem? O que eu sei é que sou depenada com os impostos todos juntinhos que nunca deixo de pagar. E para onde vai o meu dinheiro? Para onde?  Depois disto e desde ontem que ando com vontade de bater com a cabeça na parede. Sim, só para ver se fico com memória selectiva e me esqueço do país onde moro. Assim, seria uma idiota, mas muito mais feliz.

*


Com notícias assim, como pode uma pessoa emergir de uma semana horrorosa!

sinto-me: saudosa do Estado Providência
publicado por amulherdetrintaanos às 19:20
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De framboesa a 28 de Janeiro de 2008 às 10:24
Oláaa...Eu fiz o meu marido prometer q se me der o badagaio ELE leva-me ao hospital ou ELE faz-me respiração boca a boca, usa o ferro de engomar como desfibrilhador, da-mes estalos para eu acordar, transplanta-me o estomago, coração ou esofago....mas tudo ELE ...pq estou c receio q ligue para uma linha e acabe a trocar receitas culinarias c uma corporação de bombeiros de trás do sol posto...portanto, qd acabares de bater c a cabeça avisa para eu tb bater um pouquinho...

Boa semana....
De amulherdetrintaanos a 28 de Janeiro de 2008 às 22:15
Ok, já está, podes começar tu, mas aviso que dói um bocado, lol. Bela ideia essa, vou preparar um ritual de compromisso de honra com o meu esposo também e enviá-lo directamente para umas aulas de primeiros socorros, é que parecendo o contrário, tem mesmo muita lógica, pois sempre está mais perto que as ambulâncias que, ao que parece, cada vez estão mais longe!:) Boa semana para ti tb!

Comentar post

.Pinterest

Visite o perfil de Ana no Pinterest.